A APROPRIAÇÃO DOS ESPAÇOS DO CENTRO EDUCACIONAL UNIFICADO (CEU) BUTANTÃ PELAS CRIANÇAS DO CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CEI) BUTANTÃ, NA CIDADE DE SÃO PAULO, SP, BRASIL

Mônica Abud Perez de Cerqueira Luz

Resumo


Este artigo tem como objetivo central mostrar como as crianças de 0 a três anos e onze meses de idade, se apropriam dos diferentes e múltiplos espaços arquitetônicos do complexo educacional, esportivo e cultural por meio de experiências e do brincar. Enquanto brincam, descobrem e se apropriam do mundo que as rodeia, percebem como acontecem as relações sociais e também ampliam sua capacidade criadora. As brincadeiras espontâneas, individuais ou coletivas, e os jogos dirigidos estão presentes no cotidiano da escola, ajudando as crianças a lidarem com diversos sentimentos, comunicarem-se consigo e com os outros. O trabalho dos professores visa planejar, criar estratégias e condições para que as crianças se sintam instigadas a aprender de modo significativo e em situações nas quais possam desempenhar um papel ativo, desenvolvendo competências e habilidades necessárias para os anos posteriores de sua vida.

Texto completo:

PDF


© 2007. Cadernos da Pedagogia. ISSN: 1982-4440.